• (85) 3281-1085
  • secfin.iesh@gmail.com

Estás em casa mas não estás só

COMPARTILHAMENTO

 

Estás em casa… mas não estás só!

Outros contigo

Partilham da mesma condição.

Não te isolas nem te escondes…

Apenas redescobres a arte de esperar

De permanecer,

De escutar outras melodias

Outros sentidos,

porventura mais interiores…

Estás em casa… mas não estás só.

Permanece sereno.

Escutador. Centrado.

Perscruta dentro,

para emergirem outros mananciais

Porventura escondidos,

amedrontados, silenciados

Boicotados pela correria dos dias apressados.

Estás em casa, mas não estás só.

Tens tantos outros na mesma condição

Que mesmo a partir do teu isolamento

Podem esperar de ti algo belo e digno.

Faz da tua vida em casa um tempo

dedicado a ti e aos outros.

Segundo as tuas possibilidades

e na medida dos teus dons.

Faz deste tempo um tempo

Que valha a pena para muita gente

E para ti também.

 

Estás em casa… mas não estás só!

Tens um coração onde podes acolher

Os amigos que gostarias de abraçar

Os colegas de profissão e os vizinhos de todos os dias…

E os sem nome que agora gostarias de encontrar na rua

Porque estás com vontade de ver gente.

Acolhe-os dentro…

Mas não esqueças os que estão passando para o outro lado da existência

E que porventura estão dando a vida

Para que tu possas sobreviver.

Não te esqueças também daqueles que sozinhos

Porque debilitados, pobres, esquecidos

e abandonados pelo sistema

Ficarão à mercê da sua sorte.

Se nunca te lembraste deles

É agora o momento.

E se não podes fazer nada porque estás em casa

Inventa uma prece…

E trá-los para dentro de ti.

E já não te sentirás sozinho…

Mas parte de um todo

Parte deste universo

agora mais silencioso e menos poluído,

Onde todos tem lugar.

Estás sozinho… mas não estás só.

Estamos todos contigo.

Mesmo aqueles que só um dia saberão

Que a tua paciência e a tua espera

Valeu a pena.

 

Manuel Afonso Sousa, CSh

No Youtube https://www.youtube.com/watch?v=UmVYnBrNtzw