• (85) 3281-1085
  • secfin.iesh@gmail.com

Respiração consciente

COMPARTILHAMENTO

 

 

Respirar corretamente é a chave do sistema nervoso autônomo, e pode remover várias desordens relacionadas ao estresse.

Tenho tantas dores, que parece que estou carregando o mundo nas costas. Sinto-me sufocado, tenho a sensação que me falta ar. Ao acordar já estou cansado, minha energia está baixa e não sei o porquê. Tenho uma dor de cabeça que, mesmo com remédios, persiste a incomodar-me. Não consigo relaxar por causa da ansiedade. Se você tem uma ou mais dessas queixas, atenção, pare por um instante, observe a sua respiração. Pode a princípio parecer estranho, mas todas essas queixas podem ter uma ligação direta com uma maneira errada de respirar.

 

Ao nascermos, temos um padrão natural de respiração, abdominal, usando o diafragma, um grande músculo abaixo dos pulmões. Os bebês, assim como os animais, inspiram distendendo o diagragma para baixo, de modo a absorver o máximo de oxigênio nos pulmões, e expiram pela contração do diafragma, puxando para cima, de modo a expelir o dióxido de carbono e toxinas para fora dos pulmões.

Mas, quando estamos estressados, começamos a respirar toracicamente, usando, não, o diafragma, mas, os músculos torácicos do peito, preenchendo, assim, apenas 1/3 dos pulmões. Isso automaticamente estimula o sistema nervoso simpático junto com a resposta lutar ou fugir, o que gera o estresse.

 

Como você está respirando agora?

Coloque uma mão no tórax, e a outra no seu abdômen, logo abaixo do umbigo. Qual das mãos está movendo-se mais. Se a mão que está em cima do peito se moveu mais, você está respirando incorretamente, e uma das coisas mais importantes da sua vida agora é aprender a respirar de maneira correta.

Assuma uma boa postura com a coluna reta, continue com as mãos na mesma posição do teste acima. Respire de forma lenta e profunda pelo nariz, de forma que ao inspirar, puxar o ar, sinta enchendo a barriga. Após, relaxe e vá soltando a ar lentamente novamente pelo nariz. A respiração diafragmática profunda é a maneira natural de respirar, proporcionando muitos benefícios à saúde. Melhora oxigenação, todos os órgãos internos são massageados, o intestino funciona melhor, estimula o corpo. A saúde física melhora e os equilíbrios psicossomático e imunológico ajudam a serenar emoções.

Ajudam a dominar as tensões e a promover um estado de saúde e bem-estar.

 

A respiração consciente pode ser considerada uma arte, uma fonte de saúde física, emocional e espiritual.

Então o Senhor Deus formou o homem do pó da terra, soprou-lhe nas narinas o sopro da vida e o homem tornou-se ser vivo. (Gn. 2,7.)

 

A cada inspiração, temos este chamado à vida, este contato profundo com a nossa existência.

 

Uma maneira simples e eficaz de modificar um padrão respiratório:

 

Vinte conectadas

Realize quatro respirações normais pelo nariz, ficando atento com a movimentação correta do diafragma, como foi explicado acima e, em seguida, realize uma respiração mais profunda. Repetindo este ciclo por quatro vezes, temos as vinte conectadas.

Repetir este ciclo por quatro vezes.

 

Conectarmo-nos com nós mesmos, com o universo, esta simples e prática técnica de respiração, se, usada de uma a três vezes ao dia, vai treinando-nos e condicionando-nos para a percepção e a realização de uma respiração adequada, além de promover um estado de maior tranquilidade imediatamente. Não perca tempo, dê a si o direito dela; experimente-a e pratique-a no dia a dia.

 

Kélvio Luís